BGS 2017 e o início do Nerd Trash

Em 2017, devido a meu canal no YouTube, ganhei um par de ingressos para a Brasil Game Show de 2017.
Acordei cedo e junto com o Alvinhu, fomos lá.

Era a minha segunda visita a feira, já sabia que esperaria horas para jogar algum AAA que estava para ser lançado então resolvi me focar em lugares que pudesse interagir mais rapidamente.
Encontramos amigos e por lá ficamos andando de stand em stand, vendo a movimentação e empolgação da galera, cosplayers e pais com seus filhos.

Avistamos alguns stands de lojas bem legais e logo nos adentramos em um para comprar alguma tranqueira. Havia várias camisetas legais, foi difícil escolher (porque dava vontade de levar tudo, na moral huahuahuhau) e no final acabei comprando uma escrito “Certified Senpai”. Alvinhu copião pegou uma camiseta com a mesma estampa (e posteriormente foi lá no stand da Microsoft comprar uma camiseta oficial do Xbox One, porque fanboy é foda, né amiguinhos hahahaha).
Lembro que um pouco antes de começar a feira, havia rolado uma polêmica porque uma jornalista da IGN Brasil se recusou a passar a gamertag. Bom, já que estávamos comprando coisas, comprei uma plaquinha e escrevi “Eu passo a gamertag e você?”, só pra causar mesmo huauhauhauha

No stand da Warpzone encontramos amigos e ficamos por lá papeando. Conseguimos uma foto com o Velberan e depois fomos ver os stands dos jogo indies.
Nessa época eu ainda não havia caído nesse abismo de jogos indies, confesso que tava bem fora de como esse mundo era. Dos jogos que vi, um me chamou muito a atenção, se chamava White Lie. Cheguei até a pegar um marcador de página, a arte dele me cativou bastante.
Infelizmente um ano se passou e nunca mais vi notícias desse game 🙁

  • Pleisteichoooo

Zanzando pra lá e pra cá, continuamos a explorar a feira, tinha muita coisa mesmo. Fomos encher o saco da galera do VGDB e depois fomos comer.
Depois acabamos cruzando com David Crane, criador do Pitfall e co-fundador da Activision… e claro que fomos pedir fotos né huahuahuaha

Passamos o dia inteiro lá, foi muito divertido. As atrações, produtos, toda a galera falando a mesma linguagem…
Nessa época, meu canal já tava com postagens muito irregulares e então o Alvinhu começou a cogitar a ideia de criar um site. Dá bem menos trabalho escrever do que produzir vídeos, essa foi a justificativa principal. Eu sempre gostei de falar de jogos underrated e desconhecidos, nunca vimos nenhum veículo de grande massa falar sobre isso.
Então aí o Nerd Trash começou a tomar forma. Comecei a jogar jogos indies e a escrever reviews sobre eles na Steam, a ter contato com um universo totalmente diferente do universo mainstream e de AAA repetitivos que vemos a rodo por aí. Mas ao mesmo tempo, continuamos presente na grande indústria, acompanhando notícias e consumindo lançamentos.
Esse é o mundo que a gente quer estar inserido e apresentar com nosso jeito a nossos leitores.

A BGS não só nos trouxe momentos memoráveis, mas nos deu uma ideia que tornou-se realidade: produzir conteúdo sobre um universo extremamente rico e versátil, mas sem toda aquela formalidade e enrolação dos sites famosos.
Vamos falar da nossa forma, sendo desbocados, descontraídos, abertos a novos conhecimentos sem aquela frescura de querer parecer que sabe de tudo. Cara, isso é o Nerd Trash! 😀

Para finalizar, nos digam aí… quem já passou por alguma BGS, quais momentos foram mais inesquecíveis?
Quais fotos vocês querem carregar com vocês pro resto da vida? (eu queria muito uma foto com o Kojima, mas no dia que fomos ele não tava lá *SAD*)

Mais uma edição se aproxima e nesse ano queremos não só ficar por dentro das novidades, mas traze-las a vocês! Aguardamos com ansiedade! 😀

Gostou? Então mostre para seus amigos! Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

1 Comentário

  1. E aposto que esse ano, serão mais aventuras e experiências… Essa feira reúne o melhor desse universo, tendo espaço para o cara que fala dos jogos mais atuais até os mais desconhecidos e isso que é o bacana. Nos vemos lá hein para mais presepadas e zueiras!

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*