One Night Stand (PC)

Informações Técnicas

Desenvolvedor: Kinmoku
Distribuidora: Kinmoku
Lançamento: 7/nov/2016
Steam: https://store.steampowered.com/app/549860/One_Night_Stand/
Twitter: https://twitter.com/gamesbykinmoku
Facebook: https://www.facebook.com/gamesbykinmoku

Tem conquistas? Sim.
Tem cartas? Sim.

Depois de uma noite regada a bebidas e loucuras, você acorda pelado e em um quarto. E tem uma garota ao seu lado! Como foi parar ali? Será que foi sequestrado? Ou talvez, resgatado?
Seu celular está com a bateria no final e você não sabe o que fazer.
Esse é o plot do jogo.

Ótima visual novel para quem não é muito chegado no estilo, pois ela é curtinha.
As possibilidades de finais acabam te prendendo a jogar novamente, dá para jogar de forma casual tranquilamente.

Quando joguei, ainda não haviam localizações em português. Aproximadamente duas semanas depois, saiu um update com essa excelente novidade! Vai tornar o gameplay bem mais imerso, pois a adaptação ficou show! 🙂

Considerações finais – Analisando o jogo como um todo

Estou considerando o fato do jogo inteiro ter sido desenvolvido por uma única pessoa, tanto na parte de código quanto na arte. Pode não parecer mas esse tipo de coisa pesa bastante na minha avaliação final! 😉

Gráficos: 10/10. Eu amei o estilo sketch e a paleta de cores em tons pastéis. Trouxe um ar bem calmo pro jogo e para jogadores de primeira viagem, essa vibe ajuda a reforçar o tom de mistério.
A animação nos traços da arte me lembraram muito o Hotel Dusk: Room 215, de Nintendo DS. Confesso que tenho uma forte queda por desenhos nesse estilo.
UI e HUD: 10/10. Muito bem feita, seguindo totalmente o estilo da arte. A fonte escolhida super combinou com tudo e a borda da área dos textos possui a mesma animação do traço da garota misteriosa.
O menuzinho que aparece durante o gameplay, possui opções são bem fáceis de entender.
Trilha Sonora e sons: 6/10. É a parte mais fraca do jogo, ao meu ver. A música é sempre a mesma e há pouquíssimos sons. Não estou dizendo que o que está feito não combinou com o jogo, combinou sim. Mas pelo jogo ser curto, mais alguns sons teriam caído bem, como uma interpretação para as vozes dos personagens (não em todos os diálogos, mas ao menos para demonstrar algumas emoções, como surpresa e dúvida).
Jogabilidade: 10/10. Apenas cliques, extremamente fácil de entender. Como em grande parte de visual novels, a barra de espaço do teclado também pode ser utilizada para avançar nos diálogos.
Textos já lidos anteriormente podem ser acelerados, para agilizar no progresso das novas escolhas.
Fator replay: 10/10. O jogo é extremamente curto, então dá para começar tudo de novo numa boa e fazer novas escolhas. Aliás, ao terminar pela primeira vez foi exatamente o que eu fiz, e olha que isso é algo super raro de eu fazer!

Já jogou esse jogo? Então bora pra mais detalhes

Eu fiquei super confusa no começo. Com receio de tudo, pensei que havia sido sequestrado! hahaha
No meu primeiro gameplay, tentei ser o bom moço e fiquei um bocado chateado por ela me dispensar tão friamente.
Acho que o maior desafio é despertar o interesse dela em você ahahahaha

Posts Relacionados

Gostou? Então mostre para seus amigos! Compartilhe!
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    3
    Shares

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*