Pixel Show 2018

Informações Técnicas

Onde foi? São Paulo – SP
Quando? 10/11 e 11/11
Quanto? Entrada gratuita! Apenas os workshops e palestras eram pagos. O preço variava de R$160 a R$280 (para os dois dias)

Site: https://pixelshow.co/

Você já ouviu falar da Pixel Show, a feira da criatividade? Eu até então nunca tinha ouvido falar.
Trata-se de uma feira internacional, organizada pela revista Zupi, no qual tudo que tenha um valor criativo é exposto para o público conhecer e apreciar.
Exposições de arte, gastronomia, artistas desenhando e colorindo ao vivo, música, tatuagens e simuladores foram alguns  dos destaques dessa feira.

O espaço era bem grande (bem maior do que eu imaginava) e contava com tudo o que você poderia imaginar.
Vi inúmeros artistas expondo suas artes em artesanato, prints, bottons e até mesmo em projetos impressos em impressora 3d.

Os preços das peças, de uma forma geral estavam acessíveis. Achei muito interessante ter um contato próximo com tantos trabalhos tão pouco valorizados mas que vemos cada vez em maior quantidade pela internet.
Acabei levando pra casa 3 imãs feitos com beads, umas pecinhas que dão um ar de pixel art a peça trabalhada.

Perdoa o efeito na foto… ela foi postada no meu Instagram antes de vir pra cá! hahaha

A primeira coisa que eu fiz foi ir na área de tatuagem. Alguns dias antes da feira, eu já estava de olho nos flashes (artes prontas) que estavam divulgando. Especificamente 2 me chamaram a atenção e fui logo de cara comprá-los.
Dificilmente algum tatuador aceita tatuar um mesmo flash mais de uma vez, por isso a minha preocupação de ir logo garantir os meus! hahaha
Infelizmente algumas pessoas estavam na minha frente na fila de espera e não consegui fazer as tattoo lá, mas já estão agendadas (assim que estiverem prontas eu atualizo esse post com as fotos <3).

Havia uma grande área para as construções em Lego. Lá tinha desde naves do Star Wars até representações de civilizações. Isso sem contar um stand com várias caixas temáticas para o público comprar.

Encontrei alguns stands que me surpreenderam, que vendiam roupas, meias personalizadas e até mesmo móveis!
Espalhadas pela feira, havia também exposições de arte – mas não em telas de pintura e sim em prints mesmo – de artistas diversos. Mas o ápice da surpresa foi a exposição com um mini museu de video games!

Do outro lado da feira, estava uma área de “repouso”, com vários puffs e cadeiras para a galera relaxar… e bem em frente um palco com música ao vivo, rodeado de foodtrucks.
O espaço gastronômico estava até que com bastante variedade de comida, até chopp tinha por lá (tem eventos que bebidas alcoólicas são proibidos) e o ponto mais positivo foi ver tantas mesas e cadeiras disponíveis. Uma coisa que eu particularmente desteto em eventos grandes é a falta de lugares para o público comer.

Achei que teria uma área dedicada a quadrinhos, mas infelizmente não teve (eu pelo menos não vi!). Tinha até separado um dinheiro para gastar com hqs nacionais, mas não foi dessa vez. A intenção era trazer mais conteúdo pro site e ajudar a valorizar nossos quadrinistas.

 

Gostei da feira, para uma primeira experiência achei muito válida. E vocês? Já a conheciam? Deixem aí sua opinião!

 

 

Posts Relacionados

Gostou? Então mostre para seus amigos! Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*