Pílulas Azuis

Informações Técnicas

Título: Pílulas Azuis (Pilules Bleues)
Autor: Frederik Peeters
Arte: Frederik Peeters
Volumes: 1
Editora: Nemo
Lançamento: 06/2015

A história é sobre a vida de um cara, que teve encontros e reencontros com uma mulher chamada Cati.
Por ironias do destino, nunca rolou nada antes e após ela se divorciar, pintou uma oportunidade de aproximação maior para ambos.

Porém, Cati precisa se abrir e ser honesta com seu novo “amigo”. É portadora do vírus HIV.
Como Frederik reagirá? Será que lidar com uma situação assim é tão simples, mesmo com tanta informações que temos sobre a Aids? Como será que sua família e amigos iriam reagir?

Uma emocionante história autobiográfica de amor, com pitadas de drama e humor.

 

Considerações finais – Analisando a obra como um todo

Arte: 7/10. Eu particularmente achei a arte meio confusa… demorei para perceber que a Cati era uma mulher, porque o traço é meio estranhão. Os olhos são arregalados, todos tem faces similares, parecem que estão sempre meio assustados, meio com cara de zumbi.
Entendo que traço é uma identidade do artista, e tecnicamente falando eu acho que está ok, mas olhando pelo lado de gosto pessoal e do quão agradável o traço “soa” visualmente, não consigo achar 10/10.
Roteiro: 10/10. O roteiro é muito fluído, a cada momento você se sente mais imerso e mais parte da vida dos personagens.
História: 10/10. Eu não sei nem como descrever o que senti quando terminei de ler. Uma história muito bonita, mostrando sem rodeios todos os medos e inseguranças de um relacionamento onde uma das pessoas é soropositiva.
É tocante ver toda a preocupação que cada um tem com o outro e como a confiança foi algo mutuamente construído.

Gostou? Então mostre para seus amigos! Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*