Puyo Puyo (Mega Drive)

Informações Técnicas

Desenvolvedor: Compile
Distribuidora: Compile/Sega
Lançamento: 18/dez/1992

Outras plataformas: MSX2, Famicom Disk System, Arcade, NES, PC-98, Super Nintendo, PC Engine (Super CD-ROM²), Game Gear e Game Boy.

Um dos jogos de puzzle mais clássicos dos anos 90, controle e ajude Arle Nadja a impedir que Satan domine o mundo.
A jogabilidade é simples, feijõezinhos vão caindo na tela e você deve agrupá-los de modo que 4 ou mais cores iguais fiquem juntas. Quanto mais feijões de cores iguais são agrupados, mais pedras são enviadas para a tela do adversário.
O jogo termina quando um dos jogadores fica com a tela cheia, impossibilitado de fazer qualquer movimento.

Jogando pela primeira vez parece um jogo difícil e até mesmo chato, mas é bem viciante depois que você pega o jeito.

Existem duas outras versões desse jogo, no qual a mudança está apenas nos personagens e alguns outros pequenos detalhes. Dr. Robotnik’s Mean Bean Machine (também para Mega Drive) e Kirby’s Avalanche (SNES), ambos saíram no Ocidente.

Considerações finais – Analisando o jogo como um todo

Gráficos: 8/10. Sprites bonitinhos mas eu particularmente acho o background das primeiras fases meio poluído. Gosto do fato do avatar do seu inimigo ficar centralizado, acho que deixa a visualização melhor. Na versão de SNES, por exemplo, o avatar fica na tela do adversário e conforme os feijões vão enchendo a tela, vão tapando a imagem.
UI e HUD: 10/10. A UI é fácil de entender (mesmo para quem não entende nada de japonês), instintivamente você já consegue jogar. A HUD é super simples e fácil de entender, mostra os scores, nome do inimigo, os próximos feijões e o número estágio de forma clara e sem poluir a tela.
Trilha Sonora e sons: 9/10. Músicas marcantes mas depois e um tempo jogando, os sons das vozes ficam meio irritantes (ainda mais depois de perder várias vezes seguidas).
Jogabilidade: 8/10. Jogabilidade fácil, o difícil mesmo é pegar o jeito do jogo e conseguir encadear vários combos seguidos. Esse primeira versão do jogo possui os controles meio travados, nos jogos seguintes (Puyo Puyo 2 e Puyo Puyo Sun, por exemplo), os controles ficaram bem mais maleáveis e possibilitam mexer a peça alguns milésimos após ela ter encostado em algum lugar da sua tela.
Fator replay: 10/10. Além dos 13 adversários do modo história, é possível jogar num modo sozinho no qual seu objetivo é apenas acumular pontos. E tem também o multiplayer! Fator replay altíssimo, ainda mais considerando que é um jogo super casual.

Posts Relacionados

Gostou? Então mostre para seus amigos! Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*