Soul Gambler (PC)

Informações Técnicas

Desenvolvedor: Tlön Studios
Distribuidora: Gamestorming
Lançamento: 1/ago/2013
Steam: https://store.steampowered.com/app/313020/Soul_Gambler/
Twitter: https://twitter.com/tlonstudios
Facebook: https://www.facebook.com/tlonstudios/

Tem conquistas? Sim.
Tem cartas? Sim.

Interessantíssima visual novel, que conta uma história como se você estivesse dentro de uma história em quadrinhos.
Logo no começo do jogo você pode atribuir pontos de skills ao personagem e isso terá influência nos resultados de suas escolhas.

A história é uma releitura do conto de Fausto (de Goethe), um rapaz que vendeu a sua alma para Mephistopheles.
Não é necessário ter lido o livro para conseguir entender melhor o conto, fiquem tranquilos.
Resumidamente, você faz um pacto com um ser desconhecido (um demônio? ou seria o próprio diabo?) e ganha poderes para realizar seus desejos. Porém, para cada desejo realizado, uma porcentagem da sua alma é pedida em troca. Isso influencia muito no que você quer fazer e no que deve fazer. Algumas escolhas foram bem difíceis para mim, pois rola aquela preocupação em como isso pode te afetar negativamente no progresso da história.

Os personagens são carismáticos, conseguem demonstrar bem suas personalidades em seus diálogos.

Um ponto forte é que por ser um jogo brasileiro, você pode jogar em português! Preocupações com traduções mal feitas? Aqui é zero!

Constantemente vejo esse game em promoção na Steam. Até a finalização desse review, era possível comprá-lo por menos de R$2. Analisando friamente, pela qualidade e preço entregues, esse jogo super vale a pena!

 

Considerações finais – Analisando o jogo como um todo

Gráficos: 8/10. Gostei bastante da estilização história em quadrinhos. A arte, apesar de simples, é bem feita. A coloração ficou bem chapada, o que a primeira vista passa uma impressão de muita simplicidade. Acho que o impacto para uma primeira impressão seria mais forte se a arte fosse um pouco mais detalhada.
As expressões dos personagens foi outro ponto que eu acho que poderia ter sido mais trabalhado. Mas como há muita mudança de cenário, acabou compensando a sensação de reciclagem de assets.
UI e HUD: 10/10. Tanto a UI quando a HUD são super diretas e fáceis de entender.
Trilha Sonora e sons: 8/10. As músicas ambientam bem o clima de suspense e o ar místico do jogo. Só achei que deixou a desejar nos sons. Sons para os personagens nos momentos de surpresa ou decisão, trariam maior imersão e empatia. Não precisa ser necessariamente uma dublagem para os pontos chaves da história, mas simples expressões para complementar os diálogos, como “aah!” (surpresa), “hmm” (pensativo), “humpf!” (indignação) já teriam feito bastante diferença.
Jogabilidade: 10/10. Para avançar no diálogo, clique. Para escolher sua ação, clique. Simples e extremamente funcional.
Possui 3 slots de save, caso queira começar um novo jogo com novas escolhas. Na medida certa para o tamanho dessa história.
Fator replay: 5/10. Não achei o fator replay lá aquelas coisas. A história em si é interessante e me prendeu. Para uma primeira jogatina, funciona muito bem. Porém, ela é curta, dá pra zerar o jogo em pouco menos de 2 horas. Particularmente não me senti muito motivada para fazer outras escolhas e finais, os caminhos em sua maioria são bem lineares, acabou tirando um pouco do meu fator surpresa.

Gostou? Então mostre para seus amigos! Compartilhe!
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    1
    Share

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*