The Adventures of Bertram Fiddle Episode 2: A Bleaker Predicklement (Nintendo Switch)

Informações Técnicas

Desenvolvedor: Rumpus Animation
Distribuidora: Chorus Worldwide Games
Lançamento: 22/nov/2018

Outras plataformas: PC, Android e iOS.

O episódio 2 dessa série, conta como o protagonista Bertram Fiddle, um reles funcionário de uma fábrica de sabonetes, foi incriminado por um assassinato.
Sua missão nessa aventura é provar a inocência de Bertram e descobrir quem está por trás disso.

Eu não joguei o primeiro episódio, mas não se preocupem pois isso não é necessário para entender a história.

Um jogo de point and click, com humor descontraído e que se passa na época Vitoriana. Apesar da história não ter profundidade, acaba te prendendo para descobrir o final.

Considerações finais – Analisando o jogo como um todo

Gráficos: 7/10. A arte do jogo é bonitinha e as animações até que são bem feitas pro estilo do jogo (apesar de eventualmente alguns glitches acontecerem). A única coisa que me desagradou foi a baixa qualidade de alguns assets e do background. É possível notar serrilhados em alguns momentos, quando o jogo dá zoom na cena.

UI e HUD: 10/10. A hud conta apenas com um botão que te leva ao inventário. Os menus são fáceis de entender.

Trilha Sonora e sons: 7/10. Os diálogos foram interpretados, dando não só mais personalidade aos personagens como também mais imersão ao jogador.
Infelizmente não houve muito cuidado com qualidade dos arquivos, é notável em vários momentos do jogo que alguns áudios são mais altos e possuem mais qualidade que outros.

Jogabilidade: 5/10. O jogo é multiplataforma e a primeira coisa que deveriam ter se preocupado era com a adaptação da jogabilidade em cada port.
No Nintendo Switch, tudo funciona a base de cliques, mas você pode utilizar o analógico para controlar a setinha. Não habilitaram nenhum botão para abrir o inventário, deixando esse trabalho para o jogador, que deve arrastar a seta e clicar no botão. Eu achei bem desconfortável utilizar apenas a tela de toque para jogar, então utilizei a setinha com o analógico o jogo inteiro… e tornou-se um bocado cansativo ter que ficar toda hora abrindo aquele inventário de forma “manual”.

Outro ponto que me incomodou foi o número de pequenos bugs que encontrei. Nenhum deles prejudicou a minha jogatina, mas prejudicaram a minha diversão por serem bem irritantes. Era bem comum no começo do jogo, o asset da cabeça de Bertram sumir enquanto ele falava ou o áudio não ser executado.

Em alguns momentos fiquei muito tempo presa e acabei recorrendo a um walkthrough. Segundo relatos dos jogadores da versão de PC, há um bug no quarto capítulo que pode fazer você ficar preso no jogo para sempre.
É bem desanimador ler relatos assim, ainda mais quando dão a entender que não serão corrigidos. Felizmente esse bug não aconteceu comigo no Switch, mas despertou um grande preconceito em continuar a jogar pois colocou dúvidas na minha cabeça se em algum outro momento aconteceria algo similar.
Isso estraga a experiência do jogador!

O lado positivo do jogo é que ele conta com mais de um slot de save e os saves são feitos automaticamente.

Fator replay: 1/10. Os bugs do jogo não me fazem ter vontade de voltar a jogar. Ao meu ver, o jogo está num nível amador demais, prefiro utilizar meu tempo livre jogando outras coisas. :/
Há jogadores que não ligam para essas pequenas coisas e se entretém de boa, então recomendo jogarem um pouco antes de considerarem minha opinião.

Posts Relacionados

Gostou? Então mostre para seus amigos! Compartilhe!
  • 11
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    11
    Shares

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*